Dizem que as mais belas palavras são aquelas que jamais foram ditas. Jamais foram escritas. Mas o sentimento impregnado pelo poeta que deseja marcar eternamente no papel seu amor pela amada é das artes mais admiráveis do mundo.

O carteiro sempre foi, então, a ponte entre aqueles dois que se amavam em segredo e à distância.

E aqueles dois amados aguardavam ansiosamente pela chegada das palavras do amado. Pelas mãos daquele que, por ser essa ponte, também era amado.

E quão odiado também não era quando o dia se passava com sua ausência. Maldito o carteiro que não me deu o acesso às palavras do meu amado…

“Este ofício e entregar a dor e o amor. De ser ansiosamente aguardado e aversivamente odiado”.

Dia 25 de janeiro é o Dia do Carteiro

O carteiro é uma das profissões ais antigas da história. Não é diferente no Brasil, que em 2016 comemoram 353 anos de exercício no país.


O Dia do Carteiro foi escolhido neste dia porque foi em 25 de janeiro de 1663 que foi criado o Correio-Mor no Brasil, na finalidade de trocar correspondências para a Corte portuguesa.

O primeiro responsável por esta instituição foi Luiz Gomes da Matta Neto, que é considerado o primeiro carteiro brasileiro.

Porém, nesta época, as correspondências ficavam concentradas em um único lugar. As pessoas enviavam escravos e mensageiros para irem buscar a correspondência ou para entregar recados diretamente.

Foi apenas em 1835 que os carteiros passaram a exercer uma função mais parecida com a que conhecemos hoje, a de entregar correspondência em domicílio.

Os carteiros e as correspondências eletrônicas

Muitas pessoas pensaram que a profissão do carteiro iria desaparecer em função do surgimento das novas tecnologias e das novas formas de se enviar mensagens e correspondências através de meios eletrônicos.

O papel do carteiro na sociedade atual ainda desempenha uma função primordial. Os documentos eletrônicos não dão de conta das demandas e necessidades dos clientes, bem como o caráter das correspondências.

No Brasil, hoje trabalham na função de carteiro aproximadamente 50 mil pessoas, mesmo em face a toda a evolução tecnológica. Todos estes fatos mostram que a profissão do carteiro está muito longe de ser extinguida.

Poema ao Carteiro
Nas ruas de cada cidade
Lá estão eles todo dia
Faça sol ou faça chuva
Entre ruas retas e curvas
Cumprir seu ofício de valia.
Já conhece Dona Zefinha
E também Dona Maria
Que o cumprimenta com aceno
Tamanho esforço reconhecendo,
Aumentando sua alegria.
Hoje é Dia do Carteiro.
E por se cumprir com maestria,
Vimos simples homenagem oferecer
Pois não há como agradecer,
Não caberia na poesia.

O Dia do Carteiro no artesanato

Que tal fazer essa homenagem a esse profissional que dedica sua vida a entregar suas correspondências?

A profissão do carteiro está entre as mais antigas do Brasil, e aqui neste link você pode encontrar diversas formas de homenagear o seu carteiro!

Gostou? Foi Útil? Compartilhe!


Veja Mais Artesanatos Agora:


Comentários

Este artigo não possui comentários